1 de abril de 2013

Seu Pecado, sua culpa.

Em Gênesis, vemos que Eva apanha o fruto proibido e o come, contrariando o mandamento de Deus (Mas do fruto que está na árvore do meio do jardim, disse Deus: Não comereis dele, nem nele tocareis para que não morrais;3:3).
Da mesma forma que a serpente agiu com Eva, os soldados do maligno agem conosco, nestes dias. Ele vem mostrar que o pecado é bonito e agradável, que Deus não quer que o cometamos por questões pessoais Dele, e não nossa! Ele vem nos mostrar que não há mau nenhum em ‘experimentar’ o pecado. Mas Deus é muito claro ao dizer que sequer podemos tocar no pecado, quanto mais o comer.
Muitos cristãos reclamam da falta de bens materiais, de tudo quanto é coisa que Deus não proporciona. Reclama até por que ainda não foi batizado como Espírito Santo... mas se esquece de ver os próprios erros, se esquece de olhar para dentro de si mesmo e analisar cada pecado que possui. Se esquece de ver que a sua santificação não depende de Deus, e sim de si mesmo. Não adora a Deus pelo que Ele é , e sim pelas coisas que Ele proporciona aqui na terra.
Então, você pode me perguntar: como faço para me santificar, neste mundo tão cruel e atrativo? Há um leque de respostas, e eu precisaria digitar inúmeras páginas embasadas nas Cartas de Deus, para te mostrar como você pode fazer isso. No entanto, te digo: ore sem cessar, procure ter intimidade com Deus. Não se importe com seu ministério, com sua família, com  seus negócios... não se importe com nada mais do que Deus. Coloque todas as coisas do Senhor como prioridade na sua vida, use a Bíblia como se fosse um alimento diário, pois somente ela matará a sua fome diária de sabedoria. Ore até que seus joelhos doam. Invoque a Deus até sentir a presença Dele. Não se satisfaça com o que ganhou hoje, espiritualmente. Continue a correr atrás do seu alvo. Nunca se esqueça que a vida é uma guerra invisível, e, que se você não se armar, o seu inimigo irá atacar o seu ponto fraco.
Não fique culpando a Eva pelo pecado cometido. Já parou para pensar que Adão podia não tê-lo comido, mas preferiu dar mais razão à sua mulher do que à voz de Deus? E você, quantas vezes peca e culpa os outros pelo seu pecado? De nada adianta, ninguém pode te obrigar a pecar. Você erra por que quer errar, por que está na sua carne magoar e ofender a Deus com as sua omissões e com os seus pecados. Você erra por que é bom à alma e agradável aos seus olhos. Porque a sua carne tem fome, tem fome de pecado, e você cede aos seus desejos porque você é carnal. Enquanto fica aí, culpando um e outro pelo seu agir, a carne se aproveita e come, come, come, se sacia de pecado, até se fartar dele. Daí vem a morte... a morte espiritual, a morte da sua comunhão com Deus.
Você se esconde de Deus, porque está em pecado, tenta se omitir, mas Ele sabe onde você está, sabe por que está escondido e não quer mostrar o seu rosto. Ele conhece os seus pensamentos sujos, e se entristece com isso. Mas o que Ele faz? Qual a reação do seu Criador, daquele que entregou o próprio filho por você? Ele te expulsa do jardim, te expulsa da condição espiritual anterior, e coloca você para saber as consequências do pecado.
O que nos diferencia de Adão é o fato de podermos nos arrepender diante de tantos erros. Ele, Deus, é tão justo e santo, que nos olha com um olhar doce, agradável, benigno, e nos abraço. Ele vem ao nosso encontro nos abraçar, mesmo estando nós com a sujeira do pecado.
Deus te entregou o livre arbítrio e a escolha de não mais pecar após ter se arrependido. Siga os passos do Mestre, siga o caminho da cruz, pois ela te levará à redenção. Ainda que você erre, ainda que transgrida alguma lei Sagrada, não tente se omitir de Deus. Dobre os seus joelhos e mostre a Deus quão fraco, pequeno e pecador você é. Por que a paz que Ele te dá, somente Ele é capaz de restaurar!

Deus te abençoe!



Popr Camilla Lima 


Também disponível no blog: trincheirabiblica.blogspot.com


Um comentário:

  1. Legal! Gostei do blog, e o texto é bem interessante.

    ResponderExcluir

Visitantes desde 09/2011